Richard Curtis faz comédia romântica original em Questão de Tempo

Quando li a sinopse desse filme, a primeira coisa que pensei foi "Viagem no tempo? Sério mesmo?". Achei que estivesse para ver um dos filmes mais óbvios de todos os tempos. Mas o resultado foi totalmente o oposto. Prepare-se para um longa original e divertido, daqueles que valem o replay!

Bradley Cooper e Jennifer Lawrence brilham em O Lado Bom da Vida

O longa que arrebatou os prêmios de comédia do Critics Choice, eleito o melhor filme do Festival de Toronto e indicado ao Oscar. Baseado no livro homônimo de Matthew Quick, a produção da Weinstein Co. está dando o que falar - e com toda a razão para isso. Vem aí, O lado bom da vida.

Lerman, Miller e Watson mostram as vantagens de ser invisível

Impossível negar o sucesso do livro As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky. Mas será que a adaptação para as telonas teria o mesmo caminho? Ficamos felizes em dizer que sim! Confira a qualidade de roteiro, trilha e jovens atores que fazem o filme já nascer como um clássico!

Like Crazy e o furacão interno que ele causa

Estamos acostumados com romances de roteiros manjados e produções de bilhões. Não esse. Uma produção indie, de poucos recursos, gravada em 20 dias, com falas improvisadas e casamento perfeito de imagem e trilha, capaz de envolver qualquer um na história. Vem aí: Like Crazy.

Amélie Poulain é uma excelente surpresa francesa

Há 11 anos, Jean-Pierre Jeunet saía da ficção para dirigir um romance que o consagraria com indicações ao Oscar e que ainda conquistaria novos fãs uma década depois. Por toda a cor, figurino, história e atuação perfeita de Audrey Tatou, vem aí: O fabuloso destino de Amélie Poulain.

26 março 2014

Drew Barrymore e Adam Sandler em cartazes de Juntos e Misturados

sabemos (e estamos ansiosos) que as telonas vão voltar a reunir Adam Sandler e Drew Barrymore, depois dos sucessos "Como se Fosse a Primeira Vez" e "Afinados no Amor". Agora, a Warner Bros. divulgou dois cartazes dessa nova comédia romântica, "Juntos e Misturados" (Blended), que chega aos cinemas brasileiros em 6 de junho.



A história é focada em um casal que, depois de um encontro às cegas desastroso, encontram-se presos em resort, juntamente com os seus filhos de um casamento anterior. A comédia romântica explora o crescente fenômeno de "famílias recompostas".

Frank Coraci, diretor que já trabalhou com os dois em "Afinados no Amor" e dirigiu Sandler em "Click", estará à frente deste novo filme. Além da participação como ator, Sandler ainda estará por traz da produção pela Happy Madison, que irá trabalhar juntamente com Mike Karz. Ivan Menchell e Claire Sera assinam o roteiro original do longa, que nos EUA estreia um pouquinho antes, no dia 23 de maio.

Por enquanto, a gente fica com o trailer:




Vi no Cinepop.

19 março 2014

Uma Linda Mulher vai virar musical na Broadway

Um dos maiores clássicos da comédia romântica, “Uma Linda Mulher” está prestes a virar musical na Broadway, o mais prestigiado teatro nos Estados Unidos. O longa-metragem que alavancou a carreira de Julia Roberts foi um dos maiores sucessos do cinema da década de 90, em uma história no melhor estilo conto de fadas sobre uma garota de programa que muda de vida ao conhecer um poderoso executivo (Richard Gere).

Garry Marshall, diretor do filme, e J.F. Lawton, responsável pelo roteiro, estão no texto da versão musical. Atualmente, Marshall se encontra em Nova Iorque, onde está trabalhando com a produtora Paula Wagner e se reunindo com compositores, letristas e diretores de teatro para fazer o projeto sair do papel.

Ainda não se sabe nenhum detalhe sobre o setlist do espetáculo, mas é muito difícil imaginar um musical sobre Uma Linda Mulher, sem a canção "Oh, Pretty Woman", clássico da discografia de Roy Orbison, que serviu de tema para o longa-metragem, inspirando inclusive o título original do filme (Pretty Woman).

Para quem quiser relembrar, segue o trailer original do filme, de 1990, com a celebre música:




Vi no Adoro Cinema.

17 março 2014

PARA TUDO: O romance azedou?

"O romance azedou: Filmes de amor, há décadas entre os mais populares do cinema americano, geram fracassos nas bilheterias, e gênero sofre para se manter". A chamada de hoje do caderno Ilustrada da Folha de S. Paulo diz que o romance está por um fio nas telonas.

A matéria relembra o grande sucesso de "E o Vento Levou..." e "Titanic" e aponta a baixa bilheteria dos últimos lançamentos, como "Um Porto Seguro" (adaptação do livro também não muito bom de Nicholas Sparks),  que arrecadou US$ 71 milhões contra US$ 30 milhões de orçamento - um filme só lucra quando ganha mais que o triplo do custo.

Mas será para tanto? No último ano, "About Time" estreou em 1º lugar nos cinemas britânicos e esteve entre os 10 mais rentáveis nos EUA durante um longo período em novembro (mês de lançamento), brigando no ranking com grandes produções como "Gravidade" e "Thor - O Mundo Sombrio". Enquanto "Her", de Spike Jonze, foi para o Oscar.

Aqui no Brasil, o gênero não só não decaiu como tem ganhado mais atenção. Em 2013, a comédia-romântica "Mato Sem Cachorro" alcançou 900 mil espectadores em três semanas e dois novos longas foram rodados, "S.O.S Mulheres ao Mar" e a versão para as telonas de "Meu Passado Me Condena"a série de comédia romântica da Multishow.

Talvez a discussão mereça ganhar outro olhar, mais voltado para o comportamento do telespectador do que para o fracasso do gênero. Afinal, como andam as compras de DVDs ou audiência dos romances no Netflix? Estaria a grande massa trocando a ida ao cinema por um romance no sofá da sala? De um jeito ou de outro, aqui no Água com Açúcar ainda terá muita história doce para contrapor o azedume ;)

13 março 2014

Richard Curtis faz comédia romântica original em Questão de Tempo

Quando li a sinopse desse filme, a primeira coisa que pensei foi "Viagem no tempo? Sério mesmo?". Não estava lendo algo sobre um longa de ficção científica, mas sim de um romance, e achei que estivesse para ver um dos filmes mais óbvios de todos os tempos. Mas o resultado foi totalmente o oposto. Dez anos após lançar Simplesmente Amor, o diretor britânico Richard Curtis volta ao gênero com uma comédia romântica realmente incrível. Como protagonistas, ele traz a delicadeza de Rachel McAdams e surpreende com a brilhante escolha de Domhnall Gleeson - um antigo Wesley em Harry Potter, que encanta no papel, que parece ter sido feito para ele. Um longa original e divertido, que realmente emociona. Vem aí, Questão de Tempo.


- Sinopse -


Tim (Domhnall Gleeson) é um jovem como qualquer outro, com uma família como qualquer outra, com problemas no amor como qualquer outro e que vive uma vida tranquila em uma cidadezinha do interior da Inglaterra. Pelo menos isso é o que ele achava. Ao completar 21 anos, o ruivo da família é surpreendido por seu pai (Bill Nighy), que traz uma notícia um tanto quanto incrível: ele pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Em resumo, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro, fechar os punhos e mentalizar época e local para onde desejam ir. Cético, Tim testa a magia e percebe que sua vida mudou para sempre, principalmente no amor. Para alguém com alto registro de frustração com as mulheres, sua primeira decisão é usar a nova habilidade para conseguir uma namorada. E é ao se mudar para Londres, para ser advogado, que Tim conhece Mary (Rachel McAdams) - uma garota linda e insegura, por quem ele fica perdidamente apaixonado. Não é preciso um dom especial para saber que ele irá alterar o tempo quantas vezes forem possíveis para conquistá-la, certo? Mas Tim é novato nas viagens aos passado e ainda vai perceber que nem tudo está sob o nosso domínio. Principalmente o fato de que, alterar o que já aconteceu, pode provocar consequências inesperadas.

Questão de Tempo é um longa inteligente, que vai além da trama em torno do casal e envolve o espectador com muito mais. Richard Curtis nos coloca como parte da família, vivendo os anseios junto ao Tim e repensando uma porção de decisões que tomamos todos os dias. Domhnall Gleeson, que será uma surpresa para muitos, está em perfeita sintonia com os demais personagens. Entre eles, destaque para Bill Nighy, sempre ótimo, que dá um show junto ao jovem na relação pai e filho. Sem sombra de dúvidas, é daqueles filmes que vale o replay.

FICHA TÉCNICA

- Título Original: About Time
- Duração: 124 minutos
- Ano de Lançamento EUA: 2013
- Direção: Richard Curtis
- Roteiro: Richard Curtis
- Elenco: Domhnall Gleeson, Rachel McAdams, Bill Nighy
- Site: http://www.universalstudiosentertainment.com/about-time/

TRAILER




 ENTREVISTAS

- O amor verdadeiro de Tim e Mary



- Tal pai, tal filho



 TRILHA

Com mil e um motivos para ser visto urgentemente, Questão de Tempo ainda tem uma ótima trilha sonora, para finalizar a experiência. A lista completa das músicas você encontra aqui. A mais linda de todas, How Long Will I Love You (interpretada por Jon Boden, Sam Sweeney e Ben Coleman), é só dar o play:



● Pipoca e lenço na mão, que lá vem a diversão ;)

10 março 2014

Viva o Photoshop: 10 indicados ao Oscar posando com eles mesmos no passado

A revista americana People fez uma retrospectiva dos atores indicados ao Oscar. Qual a novidade? Uma boa dose de Photoshop e talento da editora de fotografia da publicação Linzi Silverman, que conseguiu trazer os famosos posando em fotos com eles mesmos no passado! Para quem não se lembra de como eles eram no começo da carreira, confira abaixo o resultado genial do "encontro":
  • Amy Adams em 2014 e 1999

  • Christian Bale em 2013 e 1987

  • Julia Roberts em 2013 e 1989

  • Matthew McConaughey em 2014 e 1992

  • Jared Leto em 2014 e 1994

  • Jennifer Lawrence em 2014 e 2007


  • Sandra Bullock em 2014 e 1993

  • Leonardo DiCaprio em 2013 e 1989


  •  Meryl Streep em 1980 e 2013

  • Tom Hanks em 2014 e 1980

Todas as montagens foram feitas por Linzi Silverman, para a People.com.

Related Posts with Thumbnails